Aumenta o assédio a cidadãos para venda de precatórios


Quem ajuíza ação judicial em face do INSS, após esperar todo o trâmite processual, finalmente é expedido o precatório, então, começa a receber inúmeras ligações de escritórios especializados que compram precatórios judiciais.


 


Um dos principais argumentos de empresas, escritórios ou pessoas físicas é que existem atrasos e até mesmo a possibilidade de que os valores não sejam pagos. Todavia, hipótese muito remota e pouco provável, até porque mesmo na pandemia ocorreram regularmente os pagamentos.


 


Os valores pagos nas compras dos precatórios são menores do que aqueles realmente devidos, os precatórios são pagos corrigidos até o ano seguinte, ou seja, expedido até 30/06/2021, receberá o cidadão em 2022, dependendo do cronograma do judiciário.


 


 


Além da perda, será necessário o cidadão pagar o imposto de renda no momento da declaração, conclusão, o prejuízo será grande.

Siga-nos:

Palavras-Chaves: Aposentadoria, Precatório, INSS, Aposentadoria especial